Botafogo protocola proposta para pagamento de R$ 400 milhões em dívidas

Botafogo protocola proposta para pagamento de R$ 400 milhões em dívidas


O Botafogo protocolou nesta quarta (20), no Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, uma proposta para o pagamento de dívidas históricas na casa dos R$ 400 milhões. O clube propõe quitar os débitos com os credores cíveis, como empresas, empresários e ex-atletas, com pagamentos mensais ao longo dos próximos 15 anos.

De acordo com o comunicado do Botafogo, a proposta apresentada nesta quarta conta com uma “adesão significativa do número total de credores” e possibilitará ao clube solucionar problemas que perduram por até 20 anos. O Alvinegro cita dívidas com a Oderbrechet e Rodrigo Bekcham, que atuou no clube no início dos anos 2000.

A proposição do Botafogo acontece cerca de uma mês após a homologação do novo acordo no Regime Centralizado de Execuções (RCE) Trabalhista, em novembro. O RCE é uma ferramenta prevista pela Lei da SAF, na qual o clube faz repasses mensais, evitando penhoras e execuções judiciais.

Com a aquisição da SAF alvinegra, a gestão de John Textor assumiu as dívidas do Botafogo como um dos principais desafios e obrigações. Conforme exposto em demonstrativo financeiro de 2022, o empresário e o clube associativo “reconheceram o compromisso de transferência de até R$ 900 milhões ao longo dos próximos anos” visando a liquidação dos passivos existentes” à época do acordo.

“Estamos avançando em mais uma etapa para a equalização de todo o passivo do Clube Social. Depois do novo acordo sobre as dívidas trabalhistas ter sido homologado, trabalhamos com muita intensidade para solucionar também os débitos cíveis. Esse processo de recuperação é determinante para solucionarmos de uma vez por todas a sufocante dívida do clube e recolocarmos o Botafogo na trilha do sucesso que tanto merece”, pontuou Thairo Arruda, CEO do Botafogo.

Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas



Fonte de Dados: CNN BRASIL

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo