Atari aposta em moda retrô para se manter em negócios de games

Atari aposta em moda retrô para se manter em negócios de games


O console de videogame Atari conquistou o final dos anos 1970 e início dos anos 1980, marcante pela estética com painéis de madeira falsa e o joystick com um grande botão vermelho.

Os sistemas rivais eventualmente superaram o pioneiro dos videogames, mas seu status icônico e os fãs permaneceram.

A Atari tem trabalhado para reconquistar esses fãs e a indústria de videogames desde que seu novo CEO, Wade Rosen, assumiu a empresa em 2021.

Com Rosen no comando, a empresa está olhando para sua própria história para traçar o futuro, lançando versões remasterizadas ou reinventadas dos clássicos jogos como “Missile Command” e “Centipede”, produzindo o aclamado documentário interativo “Atari 50” e apresentando seu console retrô que será lançado em breve, o Atari 2600+.

“Acho que o 2600+ ‘tem pernas’ porque haverá novos conteúdos, novos jogos sendo lançados, mas também maneiras adicionais de jogar esses jogos e torná-los acessíveis a comunidades maiores”, disse Rosen à CNN.

O console retrô chega em novembro nos Estados Unidos com preço de US$ 130 (R$ 658) e em versão mais compacta. Embora venha com 10 jogos em um único cartucho, o console também reproduzirá novos títulos e funcionará com cartuchos originais para Atari 2600 e 7800.

 

Novo cenário

“Eu acho que essas coisas vão substituir os consoles modernos? Absolutamente não. Não há como isso acontecer, nem seria necessário. São coisas radicalmente diferentes”, pontua Rosen.

De acordo com o CEO da Atari, a experiência com os jogos retrô vai complementar o dia a dia com jogos modernos.

Seja com títulos reinventados do Atari como “Haunted House”, que chega em outubro, ou jogos novos e originais como “Days of Doom”, que já está disponível. Para Rosen, os títulos refletem um estilo rápido e fácil de jogar, característico dos primeiros jogos.

Por exemplo, o remasterizado “Haunted House” é um jogo furtivo onde os jogadores evitam fantasmas e monstros coloridos – mas mantém a mecânica de exploração de seu homônimo, que simplesmente apresentava olhos flutuantes vagando por um labirinto 2D escuro.

O que as pessoas querem nos videogames mudou radicalmente, observou Rosen, explicando que essas experiências “são projetadas para uma era de complexidade”.

“Na época em que tudo era mais simples, eu queria jogos de 200 horas com grandes missões, narrativas ramificadas e todas essas coisas. Agora eu penso: ‘posso jogar alguns desses por ano, mas a vida não permite mais fazer muito disso.’”

A linha Atari Recharged da empresa também retoma clássicos como “Yar’s Revenge” e os enfeita para um público moderno. E a aquisição da Nightdive Studios no início deste ano adicionou novas franquias ao grupo de remasterizações da Atari, como “Turok” e o próximo “System Shock”.

Além do console

O recente lançamento do “Atari 50” fez algo diferente ao mesmo tempo em que explorava a nostalgia – estabeleceu o gênero do documentário interativo de videogame.

A empresa analisou décadas de sua história e convidou os espectadores do filme a se tornarem jogadores.

“À medida que passamos a ver os jogos como arte, cada vez mais, acho que as pessoas querem entender todas as peças envolvidas nisso e toda a história em torno deles”, explica Rosen.

“Ainda assim, o meio são os jogos, então provavelmente deveríamos interagir com ele de uma forma diferente”.

Embora ainda não esteja nos planos da empresa, o CEO da Atari também mostrou entusiasmo por um hipotético sistema portátil que possa rodar seus jogos retrô em qualquer lugar, como um Nintendo Switch.

“Se houver apetite para isso, a reposta é sim. Eu me preocuparia com o fato de os cartuchos serem um pouco grandes. Isso seria muito divertido”, disse ele.

Como sucessora da coroa do console doméstico da Atari, a Nintendo avança com seu sistema Switch.

Enquanto isso, marcas mais recentes como o Xbox da Microsoft e o PlayStation 5 da Sony, rodam jogos Triple-A de grande sucesso nesta temporada de férias.

Em novembro, é a vez da Atari se juntar a disputa no mercado, com o lançamento do Atari 2600+ marcado para o dia 17.

Veja também: Jogo de videogame adiciona hijab ao avatar de jogadora do Marrocos

data-youtube-width=”640px” data-youtube-height=”360px” data-youtube-ui=”iframe_api” data-youtube-play=”0″ data-youtube-mute=”0″ data-youtube-id=”cjNLBVoRbyw”



Fonte de Dados: CNN BRASIL

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo